Adesampa

NOTÍCIAS

Acompanhe todas as notícias sobre a ADE SAMPA, seus programas e ações. Curta e siga nossas páginas nas redes sociais para receber todas as novidades que a Ade Sampa tem para você!

Ade Sampa e Cate estarão na “Semana das Juventudes” com ações de empregabilidade e de empreendedorismo

A vasta programação da Prefeitura de São Paulo abrange as cinco regiões da cidade com serviços e atividades culturais gratuitas

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e Trabalho irá participar da Semana das Juventudes, promovida pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), por meio da sua Coordenação de Políticas para a Juventude. O evento, com programação diversificada e gratuita, celebra o Dia Internacional da Juventude (12/08), data instituída pela ONU para celebrar e refletir sobre a inclusão e contribuição dos jovens para a sociedade.

Ade Sampa e Cate estarão na “Semana das Juventudes” com ações de empregabilidade e de empreendedorismo

A vasta programação da Prefeitura de São Paulo abrange as cinco regiões da cidade com serviços e atividades culturais gratuitas

A Secretaria Municipal do Desenvolvimento Econômico e Trabalho irá participar da Semana das Juventudes, promovida pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), por meio da sua Coordenação de Políticas para a Juventude. O evento, com programação diversificada e gratuita, celebra o Dia Internacional da Juventude (12/08), data instituída pela ONU para celebrar e refletir sobre a inclusão e contribuição dos jovens para a sociedade.

Cada dia da Semana das Juventudes 2022 será realizado em um equipamento público diferente: Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes (09/08), Centro Cultural Tendal da Lapa (10/08), Centro Cultural Grajaú (11/08), Centro Cultural São Paulo (12/08) e Centro Cultural da Juventude Rute Cardoso (13/08).

Além das atrações culturais, os participantes também terão oportunidade de ser atendidos pelos profissionais do Ade Sampa e do Cate. A Ade Sampa estará em todos os dias e ofertarão: inscrições gratuitas nos programas, cursos e eventos, encaminhamento para o COE – Ciclo de Orientação Empresarial, parcelamento de débitos do MEI, entre outros.

Já o Cate estará no dia 9 de agosto no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes, das 8h às 11h30; dia 11, quinta-feira, no Centro Cultural Grajaú, das 8h às 11h30; e no dia 12 de agosto no Centro Cultural São Paulo, das 16h às 20h. Os serviços do Cate são encaminhamento para vagas de emprego, orientações sobre o Portal Cate, que abriga diversas oportunidades de qualificação gratuitas, auxílio em como baixar a carteira de trabalho digital, entre outros.

O evento reafirma o compromisso da Cidade de São Paulo em respeitar, proteger e promover os direitos das juventudes, reconhecendo o desafio de compreender e responder às necessidades e expectativas da população jovem da capital paulista.
Veja a programação do evento aqui!

Serviço

Serviço da Ade Sampa e do Cate no Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes

Data: 09 de agosto
Local: R. Inácio Monteiro, 6900 – Conj. Hab. Sitio Conceição
Horário: 8h às 11h30

Serviço da Ade Sampa Centro Cultural Tendal da Lapa

Data: 10 de agosto
Local: R. Guaicurus, 1100 – Água Branca
Horário: 8h às 11h30

Serviço da Ade Sampa e Cate Centro Cultural Grajaú

Data: 11 de agosto
Local: R. Prof. Oscar Barreto Filho, 252 – Parque América
Horário: 8h às 11h30

Serviço da Ade Sampa e Cate Centro Cultural São Paulo

Data: 12 de agosto
Local: Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso
Horário: 16h às 20h

Serviço da Ade Sampa Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

Data: 13 de agosto
Local: Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 – Vila dos Andrades
Horário: 14h às 18h – serviços

São Paulo inaugura primeiro estúdio público de gravação de podcast gratuito

Sampacast oferece infraestrutura de gravação para conteúdos de áudio e audiovisual e equipe técnica qualificada para a utilização dos paulistanos

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, inaugurou nesta sexta-feira (5), o Sampacast, primeiro estúdio de podcast e videocast totalmente gratuito para a população. A iniciativa, idealizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e operada pela Ade Sampa, é totalmente gratuita e conta com toda a infraestrutura de gravação para conteúdo de áudio e audiovisual. “A cidade de São Paulo sempre está na frente em tudo que se possa pensar. E não seria diferente com relação ao Sampacast que beneficiará quem precisar”, disse o prefeito Ricardo Nunes.

São Paulo inaugura primeiro estúdio público de gravação de podcast gratuito

Sampacast oferece infraestrutura de gravação para conteúdos de áudio e audiovisual e equipe técnica qualificada para a utilização dos paulistanos

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, inaugurou nesta sexta-feira (5), o Sampacast, primeiro estúdio de podcast e videocast totalmente gratuito para a população. A iniciativa, idealizada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho e operada pela Ade Sampa, é totalmente gratuita e conta com toda a infraestrutura de gravação para conteúdo de áudio e audiovisual. “A cidade de São Paulo sempre está na frente em tudo que se possa pensar. E não seria diferente com relação ao Sampacast que beneficiará quem precisar”, disse o prefeito Ricardo Nunes.

O prefeito, acompanhado da secretária municipal do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, inauguraram o estúdio com um episódio “piloto” comandado pelo presidente da Ade Sampa, Renan Vieira, que justificou a instalação do equipamento e a utilidade que ele terá para a população paulistana. 

O estúdio está instalado no Centro de Inovação Verde Bruno Covas – no andar do Hub Green Sampa, localizado na Rua Sumidouro, 580, dentro da Praça Victor Civita, em Pinheiros. O serviço é aberto para toda população paulistana, das 10h às 18h, e para ter acesso basta agendar um horário no site da Ade Sampa – www.adesampa.com.br/sampacast 

O Sampacast possui equipamentos profissionais e equipe técnica qualificada que irá auxiliar os empreendedores paulistanos na produção dos conteúdos. O espaço foi criado com o objetivo de fomentar o desenvolvimento dos profissionais em um momento de grande expansão do segmento. Isso permitirá que empreendedores dos diferentes setores da economia criativa tirem do papel projetos voltados para podcast, vídeo conteúdo, web séries, entrevistas, lives e outros formatos a serem disseminados nos canais digitais, além do desenvolvimento roteiros, edição de materiais e possibilidade de monetização dos canais. 

“O setor audiovisual foi um dos mais afetados pela pandemia do coronavírus. Com a retomada das atividades presenciais, as produtoras começaram a se reerguer com algumas novas práticas. A Prefeitura de São Paulo não poderia ficar para trás e mais uma vez está saindo na frente com políticas públicas que integram talentos com um grande potencial produtor e criativo. A primeira sala de podcast pública tem como objetivo oferecer aos trabalhadores do setor um espaço de trabalho, de maneira totalmente gratuita, para que eles possam se reerguer e retomar totalmente a geração de renda por meio da indústria criativa”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. 

Podcasts

Um estudo realizado com dados do Ibope e da Statista, mostrou que o Brasil é o terceiro maior país do mundo no consumo de podcasts, ficando atrás apenas da Suécia e da Irlanda. Nos últimos 12 meses, cerca de 40% dos brasileiros, mais de 30 milhões de pessoas, afirmaram ter escutado algum podcast. 

O setor, que já demonstrava crescimento, explodiu durante a pandemia, conforme um levantamento realizado pela Globo, em parceria com o Ibope, que apontou que 57% dos brasileiros começaram a ouvir podcasts pela primeira vez em 2020. Outra pesquisa, desta vez feita pelo Podcast Stats Soundbites, sinalizou que o Brasil é o segundo maior mercado consumidor deste tipo de produto. A expectativa é que o setor movimente 2 bilhões de dólares em 2022, podendo dobrar este valor em apenas dois anos. 

“Este tipo de conteúdo já era muito consumido e isso se concretizou no período da pandemia. Com a necessidade de isolamento, esses conteúdos feitos à distância passaram a escalar ainda mais. Contudo, para entregar produtos de áudio e audiovisual profissionais são necessários equipamentos que muitas vezes empreendedores de baixa renda não têm acesso. Esta iniciativa da Prefeitura de São Paulo vem para dar apoio aos podcasters e youtubers e, ainda, possibilitar o desenvolvimento de conteúdos informativos e educativos dos diversos setores do universo empreendedor”, explica o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Prefeitura entrega certificados às empresas aceleradas pelo programa Vai Tec

Cerimônia também contou com a entrega dos cheques do aporte financeiro para apoiar no desenvolvimento desses negócios

A Prefeitura de São Paulo entregou certificados aos participantes da 6ª edição do Programa de Aceleração Vai Tec e, ainda, os cheques do aporte financeiro de R$ 39.600,00 para os acelerados da 7ª edição. A cerimônia foi realizada nesta quinta-feira (14), no Centro de Inovação Verde Bruno Covas – Hub Green Sampa, e contou com a participação do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, da secretária municipal do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, e do presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Prefeitura entrega certificados às empresas aceleradas pelo programa Vai Tec

Cerimônia também contou com a entrega dos cheques do aporte financeiro para apoiar no desenvolvimento desses negócios

A Prefeitura de São Paulo entregou certificados aos participantes da 6ª edição do Programa de Aceleração Vai Tec e, ainda, os cheques do aporte financeiro de R$ 39.600,00 para os acelerados da 7ª edição. A cerimônia foi realizada nesta quinta-feira (14), no Centro de Inovação Verde Bruno Covas – Hub Green Sampa, e contou com a participação do prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, da secretária municipal do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso, e do presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

“O principal objetivo do Vai Tec é apoiar e impulsionar negócios inovadores das periferias da cidade. Temos um imenso orgulho de ver grandes cases saindo do nosso programa e sendo reconhecidos por instituições renomadas no mercado”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “O Vai Tec é a mola propulsora para que pequenas startups se tornem negócios estruturados e com grande potencial de desenvolvimento local, geração de emprego e renda,

O Vai Tec auxilia jovens a criar, desenvolver, validar e impulsionar empreendimentos inovadores e que utilizem tecnologia como parte essencial do modelo de negócio, promovendo o desenvolvimento local e a geração de emprego e renda na periferia da cidade de São Paulo. O programa é uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, com intermédio da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa).

Vai Tec

Os projetos que passaram pelo processo de aceleração contaram com assessorias personalizadas de acordo com a necessidade do empreendimento, além de rede de contatos e acesso a eventos, mentorias, conteúdos e recursos de parceiros do programa.

Todos os projetos acelerados trabalham com a tecnologia como parte integrante do escopo de conhecimentos, ferramentas e técnicas, derivados da ciência e da experiência prática, que é usado no desenvolvimento, projeto, produção, e aplicação de produtos, processos, sistemas e serviços. As tecnologias aplicadas são da Informação e Comunicação (TIC), Sociais, Ambiental e de Processos.

O aporte financeiro oferecido às empresas é destinado para investimento no negócio, para a compra de equipamentos, contratação de mão-de-obra especializada, serviços de marketing e comunicação e o que mais o negócio precisar para crescer e se desenvolver. Isso faz que que a economia local seja movimentada, ampliando o poder deste investimento que passa a ser para além dos benefícios inerentes às empresas passando a ser também um componente para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

“O Vai Tec foi pensado para apoiar empreendedores das áreas periféricas da cidade de São Paulo, com o objetivo de fortalecer e desenvolver essas iniciativas que enfrentam ainda mais obstáculos por causa da pandemia. Neste momento de retomada econômica, o fomento a esses profissionais traz impactos positivos na geração de renda e criação de novos empregos na capital”, afirma o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Conheça as iniciativas:

As 24 empresas aceleradas pelo Vai Tec 6 que receberam os certificados foram: Todas por Uma, Moradigna, Click Dash, Añu Saboaria, Editora Popular TXAI, Cerveja Corisca, Estúdio Mmaxixe, PertoDaqui, AZ Marias, Trilha Zero, Noix Comunidade Empreendedora, Maria Maria Bartenders, Kuikila Estamparia, Viela 7, Clinfy, Bate Volta Roots, Black Vagas, Malungo Art, Cidade Tirandes, Omisoró, CASTRUm, Lemon Chef, Poupy e RV – Bolsas com História.

Conheça as empresas que participam da 7ª edição do Vai Tec:

Mais1Code

É uma edutech de ensino de programação 100% gratuita para jovens de periferia e comunidades de baixa renda, que busca sanar a dor da falta de talentos na área de tecnologia. Além de possuírem uma metodologia própria e uma comunicação voltada para o público periférico, possuem também plataformas de ensino, gestão de talentos e gestão de desenvolvimento do aluno.

Editora Ananse

Uma editora de livros, produzidos de forma independente com o foco na produção criativa e intelectual negra no Brasil e no mundo, a partir de uma perspectiva afro-diaspórica como ponto central. Pode ser definida como uma editora afrocêntrica ou decolonial.

Quebrada Orgânica

É uma empresa de agricultura na periferia, com diversas frentes. Produzem produtos agrícolas e uma tecnologia social em compostagem. Realizam um festival de gastronomia social e estão produzindo uma agrofloresta. Com foco na venda B2C, B2G e B2B, pretendem desenvolver no VaiTec uma plataforma de e-commerce para escoar a produção de produtos agrícolas da região.

Folha e Louro Temperaria

É uma loja online de temperos, chás e utensílios. Comercializam especiarias, chás e temperos autorais e blends de ervas para chás e drinks. As embalagens de seus produtos são feitas baseadas na sustentabilidade, evitando o máximo de plástico possível, mas preservando as propriedades organolépticas do produto (como aroma e sabor). B2B e B2C

POKAZIDEIA

É uma cervejaria artesanal, de cervejas produzidas a partir de Plantas Comestíveis Não Convencionais (PANCs). O projeto tem como objetivo estimular pequenos produtos agrícolas, apresentar essas plantas à população e gerar uma conscientização social em torno de questões ambientais e alimentares, sobretudo nas periferias.

Literatura Postal em Realidade Aumentada

É um empreendimento que une a alfabetização, o gosto pela leitura e a tecnologia. Produzem e vendem kits de cartões postais com histórias clássicas da literatura, impressos em QR Code, que podem ser acessados através da Realidade Aumentada, dando acesso à imagens em movimento, trilha sonora e intérprete de libras.

FEME – Bem-Estar na Dança

É um projeto de ensino de dança em conjunto com um trabalho psicoemocional. Seu objetivo é oferecer aulas de dança junto com atividades de gestão emocional focadas em autoconhecimento e desenvolvimento pessoal. As aulas e atividades são oferecidas tanto presencial, em um espaço próprio, quanto on-line.

Chaviô Produções

É uma produtora musical voltada para artistas periféricos. Seu objetivo é facilitar o acesso desses artistas a espaços de desenvolvimento artístico, contratação de artistas independentes e a dificuldade com processos burocráticos para o lançamento de seus trabalhos, por meio de uma plataforma digital. Possuem serviços de criação de conteúdos relacionados a música, produção de eventos e assessoria artística.

Odarú Cosméticos

É uma empresa de cosméticos à base de plantas e não testados em animais. Os produtos do empreendimento têm foco na durabilidade e eficácia, focado em peles negras. O objetivo do negócio é conseguir equipamentos para melhorar e ampliar a produção dos cosméticos e, consequentemente, as vendas. Além disso, pretendem montar um aplicativo para auxiliar na rotina de cuidados com a pele.

Cardume Preto

É o projeto de uma plataforma de compra e venda de arte digital e de outros ativos passíveis de tokenização a partir da criação de um marketing place de NFT. O objetivo do projeto é fomentar a arte produzida na periferia, e também democratizar o acesso ao mercado de arte nessa plataforma.

Arterriz

Produz e vende biojóias com elementos botânicos naturais desidratados e preservados com resina, além de cadernos artesanais, quadros e colagens artísticas, autorais e manuais. Essas criações são desenvolvidas com base na natureza, arte e poesia. O objetivo é desenvolver cursos online de produção de biojóias.

CS Produção – Produção Multimídia

É uma produtora multimídia que objetiva fortalecer artistas e criadores independentes e periféricos. Os serviços oferecidos pela produtora são desde de desenvolvimento audiovisual, com produção de vídeos, textos e mídia em geral, até aluguel de equipamentos para os artistas. Para o público minoritário tais serviços serão oferecidos com um preço social.

Prefeitura lança Vai Tec Games e oferece apoio financeiro de quase R$ 40 mil 

Programa vai acelerar até 12 empresas ou coletivos periféricos da cidade de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo lançou a primeira edição do Programa de Valorização de Iniciativas Tecnológicas (Vai Tec) voltada para o setor de games. O objetivo é acelerar até 12 empresas ou coletivos periféricos focados neste setor e que estejam em estágio avançado de desenvolvimento. Além de mentoria e aceleração gratuitas, o programa oferece um aporte financeiro de R$ 39.600 para cada uma das empresas selecionadas. As inscrições podem ser realizadas no site do Vai Tec Games até 31 de julho – www.adesampa.com.br/vaitecgames.

Prefeitura lança Vai Tec Games e oferece apoio financeiro de quase R$ 40 mil 

Programa vai acelerar até 12 empresas ou coletivos periféricos da cidade de São Paulo

A Prefeitura de São Paulo lançou a primeira edição do Programa de Valorização de Iniciativas Tecnológicas (Vai Tec) voltada para o setor de games. O objetivo é acelerar até 12 empresas ou coletivos periféricos focados neste setor e que estejam em estágio avançado de desenvolvimento. Além de mentoria e aceleração gratuitas, o programa oferece um aporte financeiro de R$ 39.600 para cada uma das empresas selecionadas. As inscrições podem ser realizadas no site do Vai Tec Games até 31 de julho – www.adesampa.com.br/vaitecgames.

O programa é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET) e intermédio da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa). O Vai Tec Games chega em um momento de grande crescimento do setor, que possui uma diversificada cadeia de valores e gera empregos para milhões de pessoas em todo o mundo, passando da indústria de equipamentos e software, até chegar aos desenvolvedores e profissionais de comunicação.

“O setor de games está em constante crescimento. O setor movimenta anualmente mais de US$ 200 bilhões. No Brasil, o cenário não é diferente, mais de 75% dos brasileiros são adeptos a algum tipo de jogo eletrônico, sendo dominado por mulheres, que compõem mais de 53% do montante. A Prefeitura de São Paulo não poderia deixar de apoiar um setor que compõe a nova economia. O Vai Tec Games chega para apoiar a geração de renda de jovens que atuam na área, promovendo o desenvolvimento econômico da Capital, além de impulsionar a retomada econômica da cidade”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

Apenas em 2021, o setor movimentou mais de 175 bilhões de dólares, deste número, US$ 90 bilhões correspondem apenas aos jogos para celulares. Os dados foram levantados pela consultoria Newzoo que concluiu, ainda, que até o final de 2023, o mercado de jogos pode gerar até US$ 200 bilhões, mantendo o crescimento que já é visto há alguns anos.

“Observamos que o cenário de games está cada vez mais em expansão e com a experiência gerada ao longo das edições do Vai Tec foi identificado um momento propício para alavancar os coletivos periféricos do setor de games. Esta edição especial do programa vai oferecer também conhecimento sobre gestão de negócios com o objetivo de potencializar o processo de escala dessas empresas trazendo resultados práticos e visíveis”, pontua o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Seleção – Para se inscrever, as empresas ou coletivos de games já devem atuar no mercado com a oferta de serviços ou produtos que tenham a tecnologia como base. Cada equipe selecionada deverá ser composta por, no mínimo, dois membros, que deverão participar de, no mínimo, 85% das todas atividades propostas pelo programa. O responsável pela inscrição precisa ter mais de 18 anos, residir na cidade de São Paulo, de preferência, em bairros periféricos. O edital com todas as informações está disponível no site do programa – www.adesampa.com.br/vaitecgames.

O aporte financeiro deverá ser utilizado conforme orientação recebida durante as mentorias, a fim de melhorar os processos produtivos, tais como: compra de equipamentos, investimento em mão-de-obra especializada, marketing e comunicação e outros tipos de gastos conforme as necessidades surgidas durante o processo de aceleração.

Com o objetivo de disseminar a cultura e a educação empreendedoras, o Vai Tec Games busca fomentar a inserção de jovens de baixa renda no ecossistema de empreendedorismo, inovação e tecnologia da capital paulista. Além disso, pretende estimular a geração de emprego e renda e o processo de desenvolvimento local dessas empresas e coletivos, para que possam ampliar o escopo de atuação e ganhar mercado, para competir com igual capacidade de eficiência entre todas as empresas deste setor.

Programação – O Vai Tec Games contará com um Ciclo de Aceleração Rápida, com duração de três meses, realização de diagnósticos para cada empresa selecionada a fim de tornar claro o nível de maturidade e as principais “dores” dessas empresas, com o objetivo de desenvolvimento de um plano de mentoria específico e customizado. 

O programa também realizará oito mentorias e três consultorias individuais e dois encontros, presenciais ou remotos, para a apresentação de cases de empresas do setor de games de scale up. Ao final do processo, acontecerá uma rodada presencial de pitches de saída. 

Prefeitura de São Paulo orienta empreendedores interessados em fornecer kits de uniforme escolar

Ade Sampa, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, fará contato e visitas aos interessados 

Os micros e pequenos empreendedores interessados em fornecer uniformes escolares para a Rede Municipal de Ensino de São Paulo agora contam com mais um suporte da Prefeitura. A Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), entidade ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), oferece orientação gratuita para o processo de inscrição. 

Prefeitura de São Paulo orienta empreendedores interessados em fornecer kits de uniforme escolar

Ade Sampa, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, fará contato e visitas aos interessados 

Os micros e pequenos empreendedores interessados em fornecer uniformes escolares para a Rede Municipal de Ensino de São Paulo agora contam com mais um suporte da Prefeitura. A Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), entidade ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME), oferece orientação gratuita para o processo de inscrição. 

Com o intuito de garantir o fortalecimento da cadeia produtiva têxtil na cidade, os analistas de atendimento da Ade Sampa vão visitar lojistas e empresas de confecção em diversas regiões da cidade para divulgar o edital e apoiar no processo de habilitação e inscrição.  

Inicialmente, o contato será feito via telefone, e as visitas presenciais ocorrem mediante agendamento prévio. Dessa forma, a expectativa é aumentar o número de micro e pequenas empresas habilitadas em fornecer os kits de uniforme escolar. 

Para se tornar um fornecedor, os interessados devem atuar na cidade de São Paulo, emitir nota fiscal eletrônica ou cupom fiscal eletrônico no CPF do responsável pelo estudante e fornecer os itens com a qualidade exigida nas especificações técnicas.  

Os lojistas e empreendedores interessados em receber a visita da Ade Sampa podem se inscrever por meio do site www.adesampa.com.br/uniformes.

Prefeitura abre inscrições para Hackathon Ade Sampa – Cidades Inteligentes com R$ 60 mil em prêmios

Interessados podem se inscrever até 4 de agosto ou até o preenchimento de todas as vagas

A Prefeitura de São Paulo abriu as inscrições para o Hackathon Ade Sampa – Cidades Inteligentes e os interessados podem acessar o site do programa – www.adesampa.com.br/hackathon – até 04 de agosto ou até o preenchimento de todas as vagas. A maratona de programação hacker acontecerá entre os dias 05, 06 e 07 de agosto e contará com R$ 60 mil em prêmios e brindes. O programa é uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), com execução da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), e apoio do vereador Marlon Luz e da Ibrawork.

Prefeitura abre inscrições para Hackathon Ade Sampa – Cidades Inteligentes com R$ 60 mil em prêmios

Interessados podem se inscrever até 4 de agosto ou até o preenchimento de todas as vagas

A Prefeitura de São Paulo abriu as inscrições para o Hackathon Ade Sampa – Cidades Inteligentes e os interessados podem acessar o site do programa – www.adesampa.com.br/hackathon – até 04 de agosto ou até o preenchimento de todas as vagas. A maratona de programação hacker acontecerá entre os dias 05, 06 e 07 de agosto e contará com R$ 60 mil em prêmios e brindes. O programa é uma iniciativa da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), com execução da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), e apoio do vereador Marlon Luz e da Ibrawork.

“As smart cities conseguem alinhar os avanços tecnológicos com o progresso social e ambiental, proporcionando aos cidadãos uma melhor qualidade de vida. Além de contribuírem para o meio ambiente, esses modelos de município também visam a diminuição do custo de vida, aprimoram os serviços públicos e tornam a comunicação entre os habitantes mais efetiva”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “O Hackathon Cidades Inteligentes tem como objetivo apoiar a criação de soluções inovadoras que ofereçam suporte ao poder público e privado no desenvolvimento estratégico de infraestrutura, serviços, informação e geração de renda, atendendo às principais necessidades da Capital”, complementa.

Por causa da crise econômica gerada pela pandemia, o Hackathon propõe uma ação integrada para a criação de soluções inteligentes que possam atender às necessidades da população. Estatísticas da Organização das Nações Unidas (ONU) indicam que, até 2050, mais de 70% da população mundial viverá em complexos urbanos.

Uma cidade é considerada inteligente quando há impulsionadores de crescimento econômico sustentável, elevada qualidade de vida e gestão consciente dos recursos naturais, por meio de uma governança participativa e democrática. São considerados impulsionadores o Capital humano; Coesão social; Economia; Meio ambiente; Governança; Planejamento urbano; Alcance internacional; Tecnologia; e Mobilidade e transporte. 

“A maratona hacker tem o objetivo de unir ideias inovadoras com a tecnologia para trazer soluções práticas que possam melhorar a qualidade de vida da população e o desempenho dos serviços urbanos, aliado à redução de custos e consumo de recursos e aumento do contato entre cidadãos e governo. Esta iniciativa acontece em meio à necessidade de atender à demanda populacional sem deixar de lado o desenvolvimento socioeconômico e a preservação ambiental”, pontua o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Hackathon

Esta edição do Hackathon tem o objetivo de reunir 100 profissionais que irão desenvolver soluções voltadas para Empregabilidade e Mobilidade Urbana. O primeiro desafio visa o desenvolvimento de uma ferramenta de inteligência que cruze dados e informações, entregando ao usuário uma oferta customizada e com forte potencial de conversão em geração de emprego. 

Já o segundo desafio propõe reflexões e soluções que englobem as várias vertentes da mobilidade urbana como poluição do meio ambiente, qualidade do transporte público, acessibilidade inclusiva para todos(as) em vias públicas, soluções essas que pensem em uma cidade inteligente onde a locomoção pela cidade seja democrática e segura.

O Hackathon Cidades Inteligentes é voltado para profissionais de marketing, design, programação, desenvolvimento, comunicação e gestão. Os selecionados serão divididos em até 20 grupos, dez para cada desafio, e os três melhores avaliados por uma comissão de especialistas serão premiados financeiramente e terão apoio de rede e capacitação para a aplicação de seus projetos no município de São Paulo. Além disso, o programa também prevê a formação de networking entre os participantes e o desenvolvimento de debates que envolvam temas do universo de Smart Cities.

Os três projetos vencedores receberão um aporte financeiro no valor de R$ 30 mil, para o primeiro lugar, R$ 20 mil, segundo lugar, e R$ 10 mil para o terceiro colocado. Todos os premiados serão acompanhados e avaliados pelas equipes da Ade Sampa e SMDET, para verificar o seu potencial de viabilidade com apoio e continuidade para a implantação.

Programação

A maratona Hacker será realizada no Centro de Inovação Verde Bruno Covas – Hub Green Sampa, na Rua Sumidouro, 580, dentro da Praça Victor Civita, em Pinheiros, nos dias 05, 06 e 07 de agosto de 2022.  No primeiro dia acontecerá um ciclo de apresentação do programa, com palestras de especialistas em Smart City, organização dos grupos de trabalho e lançamentos dos desafios.

No dia 06 os selecionados iniciarão o desenvolvimento das soluções e, no último dia, as soluções serão finalizadas, para a avaliação da banca examinadora, seguida de premiação e encerramento. Os grupos serão acompanhados com mentorias customizadas e consultorias especializadas, com profissionais ligados ao tema principal de cada desafio. Na fase de finalização, os grupos apresentarão pitches das propostas geradas pelos grupos de trabalho.

Serviço

Hackathon Ade Sampa – Cidades Inteligentes

Data: 05, 06 e 07 de agosto

Inscrições até 04 de agosto pelo link: www.adesampa.com.br/hackathon

Iniciativa da Prefeitura de SP é reconhecida como a segunda mais sustentável das cidades Ibero-Americanas

Foram premiadas iniciativas transformadoras que impactam positivamente a cidade e a qualidade de vida dos cidadãos

O Programa Green Sampa, da Prefeitura de São Paulo, foi reconhecido como a segunda melhor iniciativa em sustentabilidade das cidades Ibero-Americanas. A premiação, divulgada na segunda-feira (30/05), pela União das Cidades Capitais Ibero-Americanas (UCCI) reconheceu iniciativas transformadoras que impactam positivamente a cidade e a qualidade de vida dos cidadãos, com foco na inovação atrelada à sustentabilidade.

Iniciativa da Prefeitura de SP é reconhecida como a segunda mais sustentável das cidades Ibero-Americanas

O Programa Green Sampa, da Prefeitura de São Paulo, foi reconhecido como a segunda melhor iniciativa em sustentabilidade das cidades Ibero-Americanas. A premiação, divulgada na segunda-feira (30/05), pela União das Cidades Capitais Ibero-Americanas (UCCI) reconheceu iniciativas transformadoras que impactam positivamente a cidade e a qualidade de vida dos cidadãos, com foco na inovação atrelada à sustentabilidade.

Executado pela Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), entidade ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SMDET), o programa foi avaliado por critérios como inovação, relevância, viabilidade prática, resultados e impactos, replicabilidade e sustentabilidade. A inscrição para o prêmio ocorreu com apoio da Secretaria Municipal de Relações Internacionais (SMRI).

“Os governos, de diversas esferas, têm se preocupado cada vez mais em realizar ações que promovem a sustentabilidade. O programa Green Sampa surgiu de um longo planejamento de como a Prefeitura de São Paulo poderia apoiar o setor. Quando lançamos o programa, nosso objetivo era transformar São Paulo no maior e mais importante hub de negócios ambientais e cleantechs na América do Sul, acolhendo empresas e investidores do mundo todo, gerando empregos e oportunidades para empreendedores de todos os portes na cidade. São prêmios como esse que mostram que todo o nosso esforço e trabalho não têm sido em vão. Hoje contamos com o primeiro centro de inovação verde, startups mapeadas, aceleradas e fortalecidas, todas trabalhando para uma São Paulo cada vez mais sustentável”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso.

O segundo lugar do Prêmio de Inovação Ibero-Americana UCCI recebe 5 mil euros para apoiar uma visita técnica do projeto vencedor em Lima, capital do Peru, além de espaço para divulgação das experiências através das redes institucionais da UCCI e diploma de reconhecimento. O primeiro lugar foi concedido para o Instituto Universitário de Investigação “Ortega y Gasset”, que fica em Madri, na Espanha. 

“O reconhecimento da UCCI confirma o importante papel desempenhado pelo Green Sampa no fortalecimento da sustentabilidade, aliado ao apoio às startups de tecnologias verdes. Receber esse prêmio renomado reafirma que estamos no caminho certo ao buscarmos estimular ainda mais essas ações com grande potencial de transformação”, celebra o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Hub Green Sampa – Localizado no Centro de Inovação Verde Bruno Covas, na Rua Sumidouro, 580, dentro da Praça Victor Civita, em Pinheiros, o espaço faz parte do programa Green Sampa e incentiva o desenvolvimento econômico sustentável da cidade de São Paulo. O equipamento está instalado no histórico prédio do incinerador, onde antigamente era realizada a queima de lixo na Capital e agora passa a ser um local de sustentabilidade. 

A iniciativa, que é operada pela Ade Sampa, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, promove encontros que debatem o desenvolvimento sustentável e aproxima o diálogo entre a esfera pública e a civil. 

Aceleração Green Sampa – Realizado no Hub Green Sampa, o programa busca mapear empresas, startups verdes e stakeholders e oferta chamadas para aceleração e residência para qualificação em temas de gestão por meio de oficinas, mentorias coletivas e individuais, rodadas de negócio e demodays

Atualmente, o Green Sampa está com inscrições abertas para a seleção de startups que desenvolvam ou queiram atuar em negócios com foco nas soluções de economia sustentável. Os interessados em participar do programa podem se inscrever até 8 de julho pelo site da Ade Sampa – www.adesampa.com.br/greensampa. Serão selecionadas 30 iniciativas para um processo de aceleração e residência, com trilhas específicas conforme o estágio de maturidade do negócio. 

Com aporte financeiro de R$ 200 mil, inscrições do Amplifica Cine seguem até 31 de julho

Programa foi atualizado e agora vai selecionar 20 coletivos de audiovisual da periferia

As inscrições para o Amplifica Cine foram prorrogadas novamente e agora os interessados têm até 31 de julho para participar da seleção. O programa da Prefeitura de São Paulo passou por uma atualização. A partir de agora, conta com aporte financeiro total de R$ 200 mil e vai selecionar 20 coletivos de audiovisual da periferia. Para participar do processo seletivo e acessar o edital basta entrar no site da aceleração – www.adesampa.com.br/amplificacine

Com aporte financeiro de R$ 200 mil, inscrições do Amplifica Cine seguem até 31 de julho

Programa foi atualizado e agora vai selecionar 20 coletivos de audiovisual da periferia

As inscrições para o Amplifica Cine foram prorrogadas novamente e agora os interessados têm até 31 de julho para participar da seleção. O programa da Prefeitura de São Paulo passou por uma atualização. A partir de agora, conta com aporte financeiro total de R$ 200 mil e vai selecionar 20 coletivos de audiovisual da periferia. Para participar do processo seletivo e acessar o edital basta entrar no site da aceleração – www.adesampa.com.br/amplificacine

“A economia criativa é o segmento de atuação que mais tem crescido nos últimos anos. Fomentar, apoiar e patrocinar o desenvolvimento de propostas criativas é fundamental para que tenhamos um mercado mais diverso e inclusivo, dando oportunidades inclusive para as pessoas em vulnerabilidade social e/ou nas regiões mais afastadas da cidade”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. “O Amplifica Cine chega para encontrar grandes potenciais criativos nas periferias da cidade e apoiá-los, do começo ao fim, para que sejam negócios inovadores e sustentáveis”, complementa.

Nesta edição, serão selecionados 20 coletivos representados por dois integrantes, que receberão um aporte financeiro de R$ 10 mil cada, além de aceleração, por meio de mentorias, assessorias e oficinas gratuitas. O Amplifica Cine é uma iniciativa da Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET), intermédio da Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa) e em parceria com a Spcine, empresa pública de fomento ao cinema e audiovisual paulistano. 

“O programa volta cheio de novidades para reconhecer e estimular ainda mais o potencial econômico do setor. O fomento ao audiovisual paulistano por meio do Amplifica Cine tem o objetivo de impulsionar novos negócios e também fortalecer o relacionamento entre os coletivos e os principais agentes do mercado”, pontua o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

O Amplifica Cine é voltado para candidatos que façam parte de camadas vulneráveis da sociedade e apresentem projetos com modelo de negócio inovador, repetível e escalável, com potencial para se desenvolver na cidade de São Paulo; estejam em fase de validação junto aos potenciais clientes e demonstrem potencial de viabilidade técnica e econômica; tenham ao menos um ano de atuação no mercado de audiovisual com a oferta de produtos e serviços de audiovisual focados em inovação e criatividade.

Startups aceleradas pelo Green Sampa participam de rodada de negócios com grandes empresas

Durante os últimos 10 meses, 30 startups contaram com o apoio da Ade Sampa e da Ideias de Futuro e para alavancar os negócios

As startups aceleradas pelo Green Sampa, com execução da Ideias de Futuro, que atuam com foco na economia sustentável voltada para a cidade de São Paulo participaram de uma rodada de negócios com empresas de capital aberto e fechado. O evento realizado na quarta-feira (18), no Hub Green Sampa, reuniu companhias como Votorantim, Americanas, Santander, IFood, BR Malls, Natura, Mondelez e Google for Startups.

Startups aceleradas pelo Green Sampa participam de rodada de negócios com grandes empresas

Durante os últimos 10 meses, 30 startups contaram com o apoio da Ade Sampa e da Ideias de Futuro e para alavancar os negócios

As startups aceleradas pelo Green Sampa, com execução da Ideias de Futuro, que atuam com foco na economia sustentável voltada para a cidade de São Paulo participaram de uma rodada de negócios com empresas de capital aberto e fechado. O evento realizado na quarta-feira (18), no Hub Green Sampa, reuniu companhias como Votorantim, Americanas, Santander, IFood, BR Malls, Natura, Mondelez e Google for Startups.

Durante a rodada, dez startups tiveram a oportunidade de apresentar soluções desenvolvidas para a resolução das principais problemáticas da cidade com foco em cidades inteligentes e sustentáveis; ambientes seguros e sustentáveis; ecoagricultura e segurança alimentar; e gestão de resíduos. 

O evento também contou com uma apresentação de Fernando Seabra, um dos avaliadores do Shark Tank Brasil e criador da metodologia Pitch Canvas, que falou sobre o tema e trouxe dicas de como o empreendedor pode se destacar no mercado. A iniciativa foi realizada pela Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa), entidade ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET).

“A economia verde é resultado de uma agenda que contempla cada vez mais temas ambientais e de impacto social. O nosso principal objetivo com a aceleração de startups é, justamente, aumentar as oportunidades de negócio de uma empresa ainda em desenvolvimento, além de potencializar ainda mais as que já estão bem estruturadas, ajudando não apenas o meio ambiente, mas promovendo também o potencial competitivo do setor”, declara a titular da SMDET, Aline Cardoso.

Para o gerente de inovação das Americanas, Ricardo Esposto, as questões ambientais e o empreendedorismo já andam juntos. “Hoje não dá para pensar em um negócio que não tenha uma vertente com aplicabilidade para a questão ambiental. Todas as soluções verdes apresentadas pelas startups neste evento me surpreenderam muito”, conta.

A BRMalls também foi impactada positivamente pelas startups que teve conexão durante a rodada de negócios. “A temática ESG na companhia e no mercado atrai clientes e investidores. Nos chamou atenção essa oportunidade porque incentiva cada vez mais práticas verdes e oferece acesso às grandes corporações”, destaca Lucas Schimidt, Coordenador de Corporate Venture, do BR Malls.

Aceleração e residência – Ao longo de dez meses, 30 startups participaram de um processo de aceleração e residência composto por oficinas qualificativas em gestão de negócios, mentorias individuais e assessorias, com trilhas específicas conforme o estágio de maturidade do negócio. O programa Green Sampa, que é totalmente gratuito, garante apoio às startups, principalmente neste momento em que grandes corporações se voltam para a importância em apoiar empresas que se preocupam com os riscos ambientais, sociais e de governança, o chamado ESG.

“Cada vez mais, os consumidores buscam se relacionar com empresas que estão voltadas para o bem-estar do meio ambiente e que pensem em desenvolver soluções ainda mais eficientes em termos ecológicos. A parceria entre a Ade Sampa e a Ideias de Futuro ocorre neste momento de recuperação econômica, onde a principal meta é garantir a sustentabilidade na cidade de São Paulo, que já enfrenta muitos desafios”, afirma o presidente da Ade Sampa, Renan Vieira.

Green Sampa – Lançado em 2019 pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, o programa busca mapear empresas, startups verdes e stakeholders. Anualmente, oferta chamadas para aceleração e residência de empresas de tecnologias verdes, oferecendo qualificação em temas de gestão por meio de oficinas, mentorias coletivas e individuais, rodadas de negócio e demodays. Durante a última edição, o processo de aceleração das startups foi realizado pela Ideias de Futuro.

Inscrições abertas – Uma nova fase do Green Sampa já está com inscrições abertas abertas e os interessados podem acessar o site da Ade Sampa – www.adesampa.com.br/greensampa – até 31 de maio. O processo de aceleração está previsto para acontecer entre agosto de 2022 a julho de 2023. As startups selecionadas serão residentes e terão acesso a um espaço exclusivo com infraestrutura completa para desenvolver e expor produtos e soluções.

Além das oficinas em gestão e modelagem de negócios, de projetos e empreendedorismo, os participantes poderão participar de eventos temáticos nacionais e internacionais; meet ups de mercado; e masterclasses em temáticas como governança corporativa, sustentabilidade, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias verdes. O edital com mais informações pode ser acessado também pelo site da Ade Sampa.

Linha “Nome Limpo” oferece até R$ 5 mil para micro e pequenos empreendedores desnegativarem CNPJ

Empreendedores que possuem negócios na cidade de São Paulo podem solicitar por intermédio da Ade Sampa

O programa de microcrédito da Ade Sampa, por meio do convênio com o Banco do Povo, começa a divulgação da nova linha “Nome Limpo”, que oferece crédito para empreendedores formais da cidade de São Paulo que estejam negativados. Com juro zero e prazo para pagamento de até 24 meses, os recursos variam entre R$ 100 e R$ 5 mil e devem ser utilizados com a finalidade de quitar dívidas do negócio contraídas após o início da pandemia de Covid-19. 

Linha “Nome Limpo” oferece até R$ 5 mil para micro e pequenos empreendedores desnegativarem CNPJ

Empreendedores que possuem negócios na cidade de São Paulo podem solicitar por intermédio da Ade Sampa

O programa de microcrédito da Ade Sampa, por meio do convênio com o Banco do Povo, começa a divulgação da nova linha “Nome Limpo”, que oferece crédito para empreendedores formais da cidade de São Paulo que estejam negativados. Com juro zero e prazo para pagamento de até 24 meses, os recursos variam entre R$ 100 e R$ 5 mil e devem ser utilizados com a finalidade de quitar dívidas do negócio contraídas após o início da pandemia de Covid-19. 

“Essa ação é fundamental para promovermos uma retomada econômica inclusiva. Apoiar os pequenos empreendedores, principalmente os que mais foram afetados durante a pandemia, é uma das prioridades da Prefeitura de São Paulo”, declara Aline Cardoso, secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. “Com nossos principais serviços, seja de orientação, acesso à crédito ou qualificação empreendedora, os donos de pequenos negócios podem não só resgatar seu empreendimento, como torná-lo cada vez mais bem estruturado e competitivo”, completa.

Para solicitar a linha Nome Limpo, os empreendedores devem preencher um formulário on-line – https://bit.ly/nomelimpo-bp-docs – e aguardar o contato da Ade Sampa, que, após realizar a checagem documental, agendará uma visita de constatação ao empreendimento. A emissão do boleto para quitação da dívida deverá ser solicitada ao órgão de proteção ao crédito somente após confirmação de conformidade de todos os requisitos pela Ade Sampa.

O Banco do Povo, programa do Governo do Estado que distribui os recursos, é responsável pela análise de crédito, que ocorre somente após a conclusão da etapa documental e visita de avaliação.

“Esta parceria entre a Ade Sampa e o Banco do Povo atende aqueles microempreendedores que sofreram com a pandemia. Entendemos a necessidade do fortalecimento de medidas que permitam que nossas micro e pequenas empresas fiquem de pé e se restabeleçam de forma mais ágil neste momento de recuperação econômica”, pontua o diretor da Ade Sampa, Renan Vieira. 

Para ter direito à solicitação, os interessados devem: possuir um negócio localizado no Município de São Paulo; ter contraído a dívida a partir de março de 2020, início da pandemia de Covid-19; realizar uma das trilhas de capacitação empreendedora de no mínimo 20h, oferecidas pela Ade Sampa, SEBRAE ou Aliança Empreendedora; aceitar receber a visita de constatação; apresentar a documentação completa e o boleto emitido por órgãos de proteção ao crédito para quitação da dívida.

O convênio entre a Ade Sampa e o Banco do Povo integra o programa de microcrédito da Agência. Voltado para microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (MEs), empresas de pequeno porte (EPPs) e empreendedores informais, o programa foi criado para facilitar e agilizar a oferta de crédito para os empreendedores formais e informais da cidade de São Paulo, principalmente neste momento de retomada econômica.

Em caso de dúvidas, o empreendedor pode entrar em contato com a Ade Sampa pelo telefone 11 4210-2668, de segunda a sexta, das 08h às 17h.

Ade Sampa – Criada em 2013, a Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa) é uma entidade ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET) e tem o objetivo de fortalecer e apoiar os micro e pequenos empreendedores que possuem ou querem abrir um negócio nas periferias da cidade de São Paulo.

A Agência realiza programas de aceleração e residência, conta com atendimento personalizado para o microempreendedor, oferece cursos e treinamentos gratuitos sobre empreendedorismo para a estruturação e gestão de negócios, além de contar também com os Teias, espaços de trabalhos gratuitos espalhados pela cidade de São Paulo, com toda a infraestrutura necessária e conteúdo sobre o universo empreendedor.

Green Sampa: Inscrições de startups verdes para aceleração e residência vão até 31 de maio

Programa dura dez meses e é totalmente gratuito

A Prefeitura de São Paulo segue com inscrições abertas para a seleção de startups que desenvolvam ou queiram atuar em negócios com foco nas soluções de economia sustentável. Os interessados em participar do Programa Green Sampa podem se inscrever até 31 de maio pelo site da iniciativa realizada pela Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa) – www.adesampa.com.br/greensampa -, entidade ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET).

Green Sampa: Inscrições de startups verdes para aceleração e residência vão até 31 de maio

Programa dura dez meses e é totalmente gratuito

A Prefeitura de São Paulo segue com inscrições abertas para a seleção de startups que desenvolvam ou queiram atuar em negócios com foco nas soluções de economia sustentável. Os interessados em participar do Programa Green Sampa podem se inscrever até 31 de maio pelo site da iniciativa realizada pela Agência São Paulo de Desenvolvimento (Ade Sampa) – www.adesampa.com.br/greensampa -, entidade ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SMDET).

As 30 iniciativas selecionadas participarão de um processo de aceleração e residência composto por oficinas qualificativas em gestão de negócios, mentorias individuais e assessorias, com trilhas específicas conforme o estágio de maturidade do negócio. O programa, que dura dez meses e é totalmente gratuito, vem para fortalecer este período de retomada econômica, garantindo apoio a empresas, geração de empregos e aumento da competitividade econômica na Capital. 

“Uma das maiores dificuldades de diversas empresas é conseguir conciliar o desenvolvimento social e econômico sem agredir o meio natural. A Aceleração do Green Sampa chega para solucionar esta problemática, com a participação de startups que pensam e desenvolvem maneiras de termos cada vez mais uma economia sustentável. A iniciativa é fundamental para que possamos não só termos práticas mais ambientalmente saudáveis de promover a economia, como também para apoiarmos startups de diversas regiões, com ideias revolucionárias e podem fazer a diferença na nossa cidade”, declara a secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Aline Cardoso. 

Para participar da seleção, as startups devem apresentar soluções em sustentabilidade para as principais problemáticas da cidade com foco em:eficiência energética e indústria limpa, melhoria da qualidade do ar, da água e saneamento; ecoagricultura e segurança alimentar; mobilidade urbana e transporte; parques e áreas verdes; e Clean Web. Todas as ações devem ser voltadas para a cidade de São Paulo.

O processo de aceleração está previsto para acontecer entre agosto de 2022 a julho de 2023. As startups selecionadas serão residentes e terão acesso a um espaço exclusivo com infraestrutura completa para desenvolver e expor produtos e soluções.

Além das oficinas em gestão e modelagem de negócios, de projetos e empreendedorismo, os participantes poderão participar de eventos temáticos nacionais e internacionais; meet ups de mercado; e masterclasses em temáticas como governança corporativa, sustentabilidade, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias verdes. O edital com mais informações pode ser acessado pelo site da Ade Sampa.

Hub Green Sampa – O Centro de Inovação Verde Bruno Covas – Hub Green Sampa, faz parte do programa Green Sampa e incentiva o desenvolvimento econômico sustentável da cidade de São Paulo. É um espaço de fomento aos negócios sustentáveis, tecnologias verdes e qualificação profissional. Além disso, o local promove encontros que debatem sobre o desenvolvimento sustentável e aproxima a conversa entre a esfera pública e a civil. A iniciativa é operada pela Ade Sampa, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo. O Hub funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h, e está localizado na Rua Sumidouro, 580, dentro da Praça Victor Civita em Pinheiros

Green Sampa – Lançado em 2019 pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, o programa busca mapear empresas, startups verdes e stakeholders. Anualmente, oferta chamadas para aceleração e residência de empresas de tecnologias verdes, oferecendo qualificação em temas de gestão por meio de oficinas, mentorias coletivas e individuais, rodadas de negócio e demodays

); Skip to content