Dúvidas

As inscrições ocorrem de 04 a 31 de agosto de 2021.

Coletivos audiovisuais da cidade de São Paulo que tenham, no mínimo, três membros que contemplem as seguintes características: ter entre 18 e 35 anos de idade; trabalhar no setor audiovisual; com, pelo menos, metade dos membros do coletivo sendo negros ou pardos, de baixa renda e moradores da cidade de São Paulo.

São considerados inelegíveis para participar da Aceleração VAI TEC projetos ou empreendimentos que apresentem uma das seguintes características:
– Propostos por equipes integradas por servidores públicos municipais, membros do Comitê de Especialistas, da Comissão de Avaliação de Propostas do programa Amplifica Cine e/ou funcionários da ADE SAMPA;
– Propostos por equipes integradas por pessoas físicas que tenham parentes consanguíneos ou por afinidade até segundo grau, com os membros do Comitê de Especialistas, da Comissão de Avaliação de Propostas do programa Amplifica Cine e/ou funcionários da ADE SAMPA.
– Proposto por equipes participantes de projetos apoiados em programas de aceleração de outras entidades apoiadoras do ecossistema empreendedor.

As inscrições devem ser feitas via formulário on-line disponibilizado no site do Amplifica Cine (www.adesampa.com.br/amplificacine). Dentro do formulário será necessário fazer o upload de alguns documentos, leia com atenção. 


Para efetuar o cadastramento do coletivo é obrigatória a utilização de uma conta Gmail, caso não possua uma, crie gratuitamente em: www.gmail.com

Para participar da aceleração, ao menos três pessoas pertencentes ao coletivo devem morar nas seguintes regiões: 

 

Zona Sul: Campo Limpo, Capão Redondo, Vila Andrade, Capela do Socorro, Grajaú, Cidade Dutra, Parelheiros, Marsilac, M’Boi Mirim, Jardim Ângela, Jardim São Luís, Cidade Ademar, Pedreira, Heliópolis, Ipiranga, Cursino e Sacomã.

 

Zona Norte: Casa Verde, Cachoeirinha, Limão, Freguesia do Ó, Brasilândia, Anhanguera, Perus, Pirituba, São Domingos, Jaraguá, Santana,Tucuruvi, Mandaqui, Tremembé e Jaçanã.

 

Zona Leste: São Miguel Paulista, Jardim Helena, VIla Jacuí, Ermelino Matarazzo, Ponte Rasa, Itaim Paulista, Vila Curuçá, São Mateus, São Rafael, Iguatemi, Guaianases, Lajeado, Cidade Tiradentes, Itaquera, Parque do Carmo, José Bonifácio, Cidade Líder, Vila Prudente, São Lucas, Penha, Cangaíba, Vila Matilde, Artur Alvim e Sapopemba

 

Zona Oeste: Butantã, Morumbi, Vila Sônia, Raposo Tavares e Rio Pequeno.

Serão levados em conta como critérios de seleção projetos que: apresentem modelo de negócio inovador, repetível e escalável, com potencial para se desenvolver na cidade de São Paulo; estejam em fase de validação junto aos potenciais clientes e demonstrem potencial de viabilidade técnica e econômica; tenham ao menos um ano de atuação no mercado de audiovisual com a oferta de produtos e serviços de audiovisual focados em inovação e criatividade.

Será aceito um único projeto por proponente.

O Amplifica Cine tem como base o aporte de conhecimento, por meio de oficinas, assessorias, mentorias, etc, tanto na pré-aceleração como na aceleração. Além disso, os quatro coletivos que apresentarem as melhores propostas, receberão um aporte financeiro de R$25 mil para desenvolverem as soluções e impulsionar os coletivos.

A pré-aceleração constitui-se em atividades em grupo e oficinas temáticas para os 20 coletivos selecionados. Serão 10 oficinas de quatro horas, totalizando 40 horas. Dentre os temas, serão abordados: o desenvolvimento de um modelo de negócios consistente e escalável; Sustentabilidade financeira dos coletivos de audiovisual; Geração de Negócios entre os componentes da cadeia de valor do audiovisual; Comercialização de produtos e serviços; Conexão de redes e networking e; Potencialização de capacidades empreendedoras.

Sim, toda a programação de atividades será 100% remota e online. Os coletivos poderão participar de todas as atividades diretamente de suas casas através do computador ou celular. Caso os participantes não tenham os equipamentos ou internet disponíveis, poderão participar se dirigindo ao TEIA – coworking da ADE SAMPA e SMDET – mais próximo ou ir aos MobLabs ou outros equipamentos municipais ou estaduais, ou mesmo estabelecimentos particulares como bibliotecas de universidades, coworking do SEBRAE-SP ou associações de apoio ao Empreendedorismo e inovação.